Sala de Imprensa
"A oração é a arma mais poderosa nas mãos do homem" E-mail

"Eu sou Rainha da Paz"

Penso que Medjugorje será a mais importante de todas as aparições marianas. É a que interpela o nosso tempo, com uma insistência que deveria ser digna de maior atenção. A primeira aparição é de 24 de junho de 1981. Os seis videntes de então são hoje casados e vivem em vários lugares da Terra. Estive naquela ocasião em Medjugorje e conheci-os a todos. São pessoas normalíssimas, com problemas iguais aos dos outros. É como se Nossa Senhora quisesse estar com as pessoas comuns, as famílias, os trabalhadores, os jovens. Desde aquela primeira vez, apareceu-lhes todos os dias às 18h:00 onde quer que se encontrem. Cada mensagem faz parte do grande desígnio pedagógico de Nossa Senhora: faz aproximar cada ser humano individual do seu Filho Jesus. Deu-lhes dez segredos que serão divulgados por um sacerdote logo que Nossa Senhora dê o seu consentimento a Marjiana, uma das videntes.

É interessante saber que Nossa Senhora da rue du Bac se definiu “Maria Concebida sem pecado”; em Lourdes afirmou: “Eu sou a Imaculada Conceição”; em Fátima: “Eu sou a Senhora do Rosário”; em Banneux: “Eu sou a Virgem dos pobres”; em Kibeho: “Eu sou a Mãe do Verbo”; em Medjugorje: “Eu sou a Rainha da Paz”. A paz dos corações vem somente da adesão ao Verbo, o Filho de Deus. Também os milagres de Nossa Senhora de Civitavecchia, perto de Roma, na vigília deste momento difícil para Igreja, entram nesta lógica. A pequena estátua que lacrimejava sangue foi adquirida Medjugorje. Conheci a família junto da qual Nossa Senhora chorou e convenci-me da sinceridade das suas palavras, tal como das do bispo Monsenhor Grillo, um homem piedoso e sincero.

Como sempre nestes casos, são as peregrinações, as conversões e as confissões que confirmam a veracidade e a sobrenaturalidade do acontecimento. Em Medjugorje, cada um recebe o que realmente precisa. Nunca ninguém veio daí defraudado. Atualmente é o lugar do mundo onde acontecem mais conversões e onde se fazem mais confissões.

Ficamos sempre com um problema: por que que há tantas pessoas incrédulas mesmo perante estas manifestações?

Leia mais...
 
“Devemos suportar tudo, porque o sofrimento é pequeno e a recompensa é grande” E-mail

Santa Catarina de Sena

Um dos principais fins do sofrimento, na intenção do Senhor que o envia, é purificar a alma, a fim de que, desapegada dos bens e dos gozos terrestres, se dê toda e cabalmente ao Amor Divino.

O sofrimento é, pois, a florescência da Santidade, porquanto sabeis que a videira geme antes de florescer, bem como a linda amendoeira.

Leia mais...
 
O poder da invocação do nome de Maria E-mail

Sobre a ação da Virgem Maria contra Satanás durante os exorcismos e na caminhada de libertação, o célebre exorcista padre Cândido Amantini – que exercia o seu ministério na Basílica as Scala Sancta [Escadaria Santa], em Roma, onde faleceu no odor de santidade em 1992 – escrevia assim no único livro que publicou em vida, com o título Il mistero di Maria:

Leia mais...
 
OS DOIS SEXOS NA OBRA DA RENDENÇÃO E-mail

por Santo Agostinho

Cristo quis assumir para si o sexo masculino, e dignou-se honrar, em sua mãe, o sexo feminino. [...]

Caso Cristo se tivesse feito homem sem consideração pelo sexo feminino, a mulher teria perdido a esperança, tanto mais, tendo-se em conta que por ela o homem havia caído. Por isso, Cristo honrou a um e a outro sexo, e cuidou de um e de outro.

Ele nasceu de uma mulher. Não vos desespereis, ó homens: Cristo dignou-se ser homem! Não vos desepereis, ó mulheres: Cristo dignou-se nascer de uma mulher!

À salvação que vem de Cristo acorram todos. Venha o sexo masculino e feminino. Na fé não há distinção alguma.

Sermão 72 A, 4 = Denis 25,4

 
O papel de Nossa Senhora na história da Salvação E-mail

“[A Sagrada Escritura] apresenta a Virgem Maria intimamente unida ao Filho divino e sempre solidária com Ele. Mãe e Filho aparecem estritamente associados na luta contra o inimigo infernal até a plena vitória sobre ele”¹. Do primeiro ao último livro da Bíblia, do Gênesis ao Apocalipse, Nossa Senhora está sempre ligada – segundo o desígnio do Pai Celeste – ao Filho redentor e a ele inseparavelmente unida para arrancar os homens ao poder de Satanás. “Depois do pecado original, Deus voltou-se para a serpente, que representa satanás, amaldiçoa-a e acrescenta uma promessa: ‘Farei reinar a inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela: ela esmagar-te-á a cabeça, ao tentares mordê-la no calcanhar’ (Gn 3,15). É o anúncio de uma vitória: nos primórdios da criação, Satanás parece ter levado a melhor, mas virá um filho de mulher que lhe esmagará a cabeça. Assim, o próprio Deus vencerá, mediante a descendência da mulher. Aquela mulher é a Virgem Maria, da qual nasceu Jesus Cristo que, com o seu sacrifício, derrotou de uma vez para sempre o antigo tentador. Por isso, em muitos quadros ou imagens da Imaculada, ela é representada no ato de esmagar uma serpente sob seus pés”².

Leia mais...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 4 de 52