MUITAS FOFOCAS SOBRE MEDJUGORJE PDF Imprimir E-mail
medjugorje

  O Cardeal Müller, Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, em entrevista à agência katholisch.

  Em 03 de agosto de 2015, disse acerca de Medjugorje:

"Como é sabido, a comissão chefiada pelo Cardeal Camillo Ruini, examinou a fundo sobre a questão nos últimos anos. Esta documentação e o material que foi compilado, será examinado na sessão da Congregação Ordinária para a Doutrina da Fé no outono. O parecer da Congregação para a Doutrina da Fé, em seguida, será apresentado ao Santo Padre para uma decisão".

  Portanto, todas as notícias sobre Medjugorje relatadas pelos meios de comunicação ou via internet sobre este tema são falsas. Isto porque a Congregação ainda não se reuniu e tampouco o Santo Padre disse algo sobre Medjugorje. O correspondente do Vaticano Andrea Tornielli escreveu em Vatican Insider que na "quarta-feira" a Congregação Pela Doutrina da Fé, examinará o caso e as suas observações, na sequência, serão apresentadas ao Papa Francisco, que já conhece toda a documentação. Portanto, as sentenças antecipadas de condenação que têm aparecido nos últimos dias, atribuídas tanto à Congregação para a Doutrina da Fé, como ao Papa são absolutamente prematuras, visto não considerarem que as pessoas que devem apresentar seu parecer ao Papa (Os 25 Cardeais e Bispos da “quarta-feira”) ainda não examinaram o dossiê.

  Desta forma, após consulta à Paróquia de Medjugorje, esclarecemos que os frades franciscanos de São Tiago Apóstolo em Medjugorje não receberam qualquer comunicado da Santa Sé, proibindo a divulgação das "mensagens". Tampouco receberam disposições específicas sobre os "videntes".

  Nessa ordem, simplesmente por ética profissional e moral, deve-se aguardar a reunião da Congregação para a Doutrina da Fé e, na sequência, as disposições do Papa, que por sua vez, aparecerão nos meios oficiais de notícias da Igreja Católica.