Documentário sobre o Papa Francisco faz coreanos redescobrirem a fé PDF Imprimir E-mail


Preparar um documentário para explicar aos coreanos a visita do Papa em agosto próximo, e acabar redescobrindo a fé, contagiados pelo entusiasmo do mundo católico por Francisco e pelos testemunhos de vida encontrados durante o caminho. Foi o que aconteceu com a equipe enviada à Itália pela Mbc – Munhwa Broadcasting Corporation, uma rede televisiva nacional de Seul – para gravar um documentário relativo ao Pontífice.

Durante quatro meses, os encarregados estudaram o Papa Francisco, a história da Igreja Católica coreana e a da Igreja universal. Com a ajuda da Conferência episcopal local e de Dom You Heung-sik (bispo da Diocese de Daejeon que acolhe a Jornada asiática da Juventude) prepararam o programa para a produção do documentário. E durante o mês de junho filmaram os lugares dos mártires coreanos, aonde o Papa irá.

O diretor dos produtores deste documentário, Han Hak Su, disse à agência AsiaNews: "Sou um ateu, porque ainda não sinto a existência de Deus em meu coração, mas agora está acontecendo uma coisa muito estranha comigo. Não sabia nada da Igreja na Coreia, não sabia que existisse tantos mártires ou que a Palavra de Deus tivesse chegado até nós por mérito dos leigos. Isso me levou a indagar mais ainda".

Em 18 de junho o grupo chegou a Roma: visitaram a Basílica de São Pedro, as catacumbas romanas e vários outros lugares ligados à Igreja italiana. Depois encontraram os leigos e sacerdotes que trabalham no Vaticano, bispos e personalidades da Igreja. Durante todas essas entrevistas e encontros seus corações se abriram pouco a pouco à Igreja – reporta AsiaNews.

Lee Myun Jae, um cinegrafista, conta: "Sou protestante, mas deixei a Igreja há muitos anos. Agora me dou conta de que me ensinaram muitas coisas inexatas sobre os católicos, e decidi que se eu tiver novamente o dom da fé, me unirei aos católicos".

Um dos jornalistas acrescentou: "Sou católico, mas não frequento a Igreja há anos. Decidi que assim que retornar à Coréia voltarei a minha paróquia, onde quero por primeiro confessar-me".

O documentário será dividido em duas partes. A primeira – com o título "Quem é o Papa Francisco?" – durará 60 minutos e trará entrevistas a leigos italianos e estrangeiros, padres e bispos que falam de sua experiência com o Papa Francisco.

A segunda parte – "Sobre os lugares dos mártires coreanos, aonde o Papa irá" – contará a história destas grandes testemunhas da fé. A primeira parte será transmitida pela TV nacional em 11 de agosto, a segunda pouco antes da missa do Papa com os jovens asiáticos, prevista para 15 de agosto. (Seul - RV)